Centro Cívico de BarrôNão se pode falar da história do Orfeão de Barrô, sem referir o então denominado Centro Cívico e Social ABARCA, hoje Centro Cívico Eng. Adolfo Roque. 

Efetivamente, após a construção da obra, surgiu a preocupação de criar organismos que viessem dar vida à sua parte mais sensível - o Auditório - já que as outras teriam a ocupação natural para que foram criadas.

Comendador Eng. Adolfo RoqueFoi assim que nasceu a ideia do Orfeão de Barrô, o qual deu os seus primeiros passos no dia 15 de Dezembro de 2000, com a iniciativa do saudoso Comendador Eng. Adolfo Roque. A 28 de Dezembro, após algumas reuniões para acertar pormenores e convites a pessoas para integrarem o grupo, faz-se o primeiro ensaio.

Depois de muitos meses a ordenar naipes e moldar vozes, o Orfeão de Barrô, sob a orientação do diretor artístico Prof. Joaquim Branco, atuou, pela primeira vez, aquando da inauguração do Centro Cívico e Social, a 29 de Junho de 2002. Pela segunda vez, no dia 21 de Setembro de 2002, na inauguração da Exposição Comemorativa do 80º Aniversário da Travessia Aérea Portugal/Brasil por Gago Coutinho e Sacadura Cabral.

Em Março de 2003, apresentou-se mais uma vez em público, na companhia da Orquestra Típica de Águeda e do Orfeão de Águeda, para a cerimónia do seu apadrinhamento por este último.

Desde então, tem-se destacado em diversas realizações e participações culturais, nomeadamente em inúmeros concertos efetuados por todo o país, a destacar: Centenário do Clube de Castelo Branco, 50.º Aniversário do Orfeão de Castelo Branco, 25.º Aniversário do Coral Polifónico de Aveiro, Basílica dos Mártires (Chiado - Lisboa), Semana Santa em Sardoal, Mosteiro do Lorvão, Sé Catedral de Aveiro, Seia, Fafe, Pevidém, Santa Comba Dão, Bragança, Santiago do Cacém, Montemor-o-Novo, Santarém, Viseu, Gouveia, Guarda, Tavira, Quarteira, Sines, Setúbal, Leiria, Figueira da Foz, Salreu, Pombal, Santa Maria da Feira, Oliveira do Hospital, Mortágua, Penacova, Monção, Arouca, Santo Tirso, Tábua, Paços de Ferreira, Évora, Vila Real, Portalegre, Montalvão, entre outros.

Tem participado com regularidade nos Encontros de Coros da Bairrada desde a 9.ª Edição, tendo organizado a 14.ª com assinalável êxito.

No campo da música coral-sinfónica, já efetuou vários concertos com a Banda Marcial de Fermentelos, Banda Nova de Fermentelos, Banda Alvarense, Banda de Música de Pinheiro da Bemposta, Banda Recreativa União Pinheirense (juntamente com o tenor aguedense Alcindo Antunes), Sociedade Recreativa e Musical Loriguense, Filarmónica Boa Vontade Lorvanense e Banda da Quinta do Picado.

Em Espanha, participou:

- VI Encontro Internacional de Música  Sacra,  organizado  pelo Orfeón Lucense (2005);

- Celebração Litúrgica da Missa do Peregrino, na Catedral de Santiago de Compostela (2006);

- VI Certame de Habaneras e Canção Marinheira, em O Grove, a convite do Ayuntamento local (2008);

- XIII Mostra de Habaneras de Carballo (2009);

- Concerto "Canto Entre Mares", organizado pelo Coral Polifónica Queixumes do Hio, de Cangas de Morrazo - Pontevedra (2010),

- X Festival Internacional de Música Coral "Auria Canta" em Ourense (2011);

- Encuentro de Corales, organizado pelo Coral Castilla Vieja de Dueñas - Palencia (2013);

- XXXIII Jornadas Musicales de Castrillón, organizadas pelo Orfeón de Castrillón - Piedras Blancas (2015);

- XXXI Mostra Coral "Vila de As Pontes" em As Pontes de García Rodríguez (2016).

 

No ano 2009, a convite de sua Ex.ª o Presidente da República, Prof. Aníbal Cavaco Silva, participou no "Cantar das Janeiras", realizado no Palácio de Belém, em Dia de Reis.

Em Abril de 2009, deslocou-se ao arquipélago dos Açores - Ilha de São Jorge, onde realizou vários concertos inseridos nas comemorações do 466º Aniversário da Santa Casa da Misericórdia de Velas; e em Dezembro de 2011, participou no XIV Festival de Coros "Natal no Funchal", a convite do Orfeão Madeirense, onde interveio em concertos na Sé Catedral e Igreja do Colégio.

Em Janeiro de 2010, lançou o seu primeiro trabalho discográfico intitulado "Momentum Perpetuum", tendo atuado pela primeira vez o Ensemble Vocal do Orfeão de Barrô, constituído por jovens coralistas do Orfeão.

A 6 de Janeiro de 2012, e a convite da Assembleia da República Portuguesa, cantou as Janeiras no Parlamento, tendo sido elogiado a sua atuação pela Presidente daquele Orgão, bem como dos deputados, funcionários, e demais convidados presentes.

Em 2013, integrado na iniciativa local "Estás em Barrô...Mexe-te", apresentou em estreia absoluta uma produção musical intitulada "Rock Sinfónico", que consistiu num espetáculo onde foram interpretados os temas mais célebres do rock português, numa versão para Coro, Cordas e Combo Jazz. O êxito desta produção foi de tal forma, que logo foi convidado para uma nova récita, desta vez na emblemática sala do Teatro Aveirense, em Dezembro de 2013, e seguidamente, no Cine-Teatro S. Pedro, em Águeda, em Dezembro de 2014, no programa "Sextas Culturais" da Câmara Municipal de Águeda.

Em Abril de 2017, e a convite da Casa da Música do Porto, participou no concerto "Os Fabulosos Proms", na Sala Suggia, onde interpretou a obra "Pompa e Circunstância" de Edward Elgar, juntamente com a Orquestra Sinfónica do Porto Casa da Música, sob a direção do maestro Baldur Brönnimann.

Já em Maio de 2017, participou no concerto inaugural do Centro de Artes de Águeda, interpretando a cantata profana "Alma", com poemas de Manuel Alegre e música de Luis Cardoso, na companhia dos coros do concelho e da Orquestra Municipal de Águeda.

Organiza anualmente dois concertos em Barrô, que são: Concerto de Aniversário e Concerto Adolfo Roque, evocando assim a data de nascimento do seu fundador e mecenas.

O Orfeão de Barrô, representa a área cultural da ABARCA - Associação Barroense de Recreio, Cultura e Assistência, e é presentemente constituído por 60 elementos de ambos os sexos, estando a Direção Artística, desde Outubro de 2005, a cargo do Maestro Prof. Sérgio Brito.

Facebook

Agenda

novembro 2017
Seg. Ter. Qua. Qui. Sex. Sáb. Dom.
1
2
3
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30